11 novembro 2008

Papai-mamãe: a surpresa!

Criei-me (não fui criada, que isso fique bem claro!) num ambiente extremamente conservador. A hipocrisia em relação a assuntos que deveriam ser corriqueiros era tamanha ,que não sei explicar como sobrevivi por tanto tempo, dada a minha essência mais liberal.
Pois o meu mundo, confortavelmente ingênuo, começou a mudar depois daquele dia.
Saudosa, resolvi visitar os meus pais. E como gostava de vê-los correndo felizes pra me atender, cheguei fazendo barulho com os típicos "manhê" e "paiê". Portas destrancadas, luzes acesas e ninguém veio me atender.
Estranhei o silêncio. Principalmente por ter sabido pela minha irmã que eles estavam em casa sozinhos. Nem mesmo a televisão fazia barulho na hora da novela preferida de minha mãe. Continuei chamando e fui entrando. Casa pequena, cheguei logo onde estavam. Daí por diante, é impossível narrar com exatidão o que se sucedeu.
Mamãe, com olhos arregalados, murmurou um "oi filha" que não poderia ser mais desconcertado. Papai sorriu com aquela cara de criança que pega o brigadeiro antes da hora na festinha do vizinho.
Meio confusa, demorei a entender e perceber tudo ao meu redor. Na saudade e na vontade de ver o papai e a mamãe, quase presenciei o papai-mamãe dos dois. Enquanto minha mãe, que nunca falou sobre sexo comigo, mas sempre deu a entender que achava errado, tentava contornar a situação, eu tive tempo (pouco) para pensar e me situar na cena que poderia ter sido traumatizante.
De início, eu me senti culpada. Putz! A família é grande, a casa é pequena e eles raramente podem ficar a sós. Provavelmente, eu tinha interrompido a única transa sossegada do mês.
Também senti alegria. Afinal, depois de quinze anos, cinco filhas e uma série de problemas de todo tipo, eles ainda se amavam. E saber disso me fez muito bem...
Trilhei rapidamente meu caminho de volta (como se isso fosse possível! KKK.) e fiquei pensando na minha terceira sensação. Essa foi a mais perturbadora e, com certeza, mais libertadora no que seria, mais tarde, a minha vida sexual. Papai e mamãe eram boas pessoas e também faziam aquilo.
Rsrsrsrs...

8 comentários:

Fernanda disse...

Tipo!!
Muito bom num mundo de hoje não termos pais separados né Dal?
eles realmente se amam!
mas tipo...
so meu pai msm pra aguentar minha mae
rsrsrs
bjo

Ronaldinho disse...

pois é, eles fazem aquilo sim, todos fazem, hehehe

e a relação dos pais deve mudar muito com a chegada de filhos né? sei la, é alguem que veio de dentro e tals, sei la...

Ronaldinho disse...

MUITO obrigado pela visita

MUITO OBRIGADO por favoritar

Farei o mesmo depois (já deu o horario de ir pra casa agora)

Bjs

Alex disse...

sim, é chocante descobrir isso.
hehe

ótimo blog.

ohshittt disse...

hsauhsuhsauh tipo fato ela fazem sexo ow como vc acha q vc nasceu!? husauhsauhsauhs

ai ai mais as vezes eh dificil de acreditar mesmo!

†YaGo-SaN† disse...

se não fizesem como estariamos aqui?! xDDDDD
faz parte da vida, quase todo mundo um dia vai pega os papais no flagra! xDDD
abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

Salão da Carla disse...

ótimo...

Juliana disse...

Tia Maria que o diga... coitada...rsrs