13 junho 2008

sexta, 13 de junho de 2008.

Bom, esse lance de blog ainda é completamente novo pra mim. Mas sempre quis publicar alguma coisa e dividir minhas impressões. Cansei de escrever e mostrar pra alguém ler sem obter a recepção esperada. Então resolvi aderir a essa onda que me parece interessante. Mas como ainda sou crua no negócio, vou devagar.
O que me levou a ficar até a madruga acordada hoje foi o tal dia dos namorados. KKKK!! Até um certo tempo, eu nem estava me lembrando que era dia dos namorados, mas bastou lembrar pra ficar meio assim. Rodar por aí e ver um monte de gente fazendo planos não foi divertido, mas até que serviu pra repensar a vida. Putz, faz séculos que eu não passo esse dia solteiríssima como estou hoje. E até que foi bom.
Mas a propaganda e o ambiente extremamente consumista me fez sentir um pouco de falta. Coisa de mundo capitalista, eu acho! Foi uma sensação passageira, porque logo me veio à mente que nunca tive muita sorte nem paciência para relacionamentos fixos. Embora esteja em meus sonhos de menina ter um desses, minha ansiedade nunca me permitiu viver um relacionamento sem neura. Rsrs...
E eu fiquei pensando no que o consumismo fez com essa data. Era pra ser um dia de expressões públicas de amor, de presentes personalizados, escolhidos sob medida, de olhos nos olhos e essas coisas que fazem um namoro ser bom. Pelo contrário, tornou-se uma data de stress, em que pessoas correm pra lá e pra cá tentando escolher algo não muito caro( nem muito barato também, pra não fazer feio). Grande parte das pessoas que eu vi hoje não se importavam em de fato agradar, mas em impressionar o parceiro ou parceira. Poucos me comoveram ou me deram a impressão de realmente estar querendo fazer algo especial... Um deles, um amigo de infância disse algo tão bonito que me fez de novo acreditar que ainda pode existir sentimento puro. Contou-me que pela primeira vez está namorando e que mandou entregar no trabalho da namorada uma gérbera embrulhada em papel celofane. Sinceramente, talvez eu não gostasse de ganhar uma gérbera (prefiro orquídeas!), mas seus olhos me contaram que aquele presente saíra do fundo do seu coração. E mesmo que a tal namorada não goste também de gérberas, deve ter adorado o presente. Mais comovente foi ouvi-lo dizer que antes de conhecê-la, saía e ficava sempre num canto, que não havia sentido em sua vida. Foi lindo ver aquele garoto expressar, de forma ingênua até, o quão importante era ter alguém ao seu lado.
E eu fiquei meio assim, porque a bem da verdade já tive alguns namorados. Que eu amasse mesmo só tive um. Outros vieram e me fizeram muito bem, até se tornaram parte de minha história, família e amigos. Mas o fato é que não acredito nesse tipo de encontro pra mim. O que é triste, pois sou naturalmente monogâmica. Apesar de estar sempre beijando na boca, não me agrada essa história de não ter um laço fixo que não seja os da minha família.
Talvez eu seja a mulher da minha geração que vai ser só titia mesmo. Minha família é cheia delas, tias solteironas que fizeram sua vida, mas não se casaram nem tem namorado e vivem para a família. Eu não quero isso pra mim. Tá, ficar solteira e independente é muito bom, mas ser solteira não é o mesmo que ser sozinha. Aliás, sozinha é algo que não sou há muito nem tenho ficado por muito tempo. Felizmente!
Faz tempo que não escrevo tanta besteira. Rsrsrsrsrs. Mas pelo menos vai dar pra dormir sem esse tantão de coisas por dizer.
Ai ai ai! Essa minha cabeça!!

7 comentários:

MARTA disse...

ADOREIIIIIIIIII!!!
COMEÇOU SUPER BEM... SE CONTINUAR ASSIM, VOU SER LEITORA ASSÍDUA... HEHEHE
BJBJBJ

Daniel disse...

Olha só....
Escritora...
Ja pode trab num jornal... Eu contrataria na hora!!!
kkkkkkkkkkkkkkk

Ficou otimo viu...
Parabens!!!
Bjinhusss

Charles Ricardo disse...

Janete parabéns pelo grande comerço
espero que não haja o grande final
para que seus pensamentos sejam parte do meu cotidiano para sempre...E também espero que vc nunca perca a sua inspiração...
"Em Janeiro de 2006 eu pude lhe conhecer mas com esse grande passo não só eu más o mundo poderá lhe entender"

Lidiane Gardênia disse...

PARABÉNS PELA INICIATIVA.
ADOREI OS TEMAS ESCOLHIDOS, O VISUAL, E A FOTO ENTÃO? TÁ LINDA.
VOU CONTINUAR ACOMPANHANDO TÁ?
BEIJOS

jeniffer disse...

MUITO BOM!!!!!!
DAKI PRA FRENTE,IREI PASSAR AKI SEMPRE.


Esta ótimo....
sem comentários.
concerteza vai longe!

bj bj bj

Crasso disse...

Ahauhauahuh, Janete, só vc mesmo. Tudo aquilo que a gente sempre conversa, agora no papel, auhuahuahauh.... Depois de alguma resistência (motivos pessoais, vc sabe) resolvi marcar presença aqui. Muito bom, e pode ter certeza que sempre estarei te inspirando, auhuahuahh... Bjos!!!!

Crasso disse...

Detalhe: Adorei!!!!