29 setembro 2008

Adorável feioso...

Joana ficou ali parada olhando aquele rosto dormindo depois de mais um tórrido encontro de amor. "O que eu vi nele?", ela se perguntou. E a pergunta era coerente com a situação, afinal ele era todo feio.
Viro-se para o outro lado e fez uma retrospectiva dos seus ex-namorados. Não eram todos modelos de beleza, mas eram todos normais. Se não eram muito bonitos, eram pelo menos normais. Mas o João Alfredo beirava o limite da aberração. Sair com ele era um sacrifício. Ele não acertava uma roupa e sempre parecia deslocado no ambiente em que estavam.
O pior de tudo eram as orelhas dele. Enoormes! De abano mesmo. E ela nunca conseguia fazê-lo deixar o cabelo crescer pra disfarçar um pouquinho. e lá ia ela sair com aquelas duas antenas parabólicas bem fixas.
Quando saíam com casais amigos era um suplício. Todos os namorados eram bonitos ou normais. E o dela era muito feio. Parecia mesmo estar constantemente com dor de barriga. Decididamente, eles não tinham nada a ver. Ela podia arrumar um namorado bonitão e era isso que ia fazer.
Era só tempo de ele acordar pra terminar tudo e ainda dizer na cara dele que não tinha nascido pra namorar um homem tão feio.
Aliás, nem ia esperar nada não.. Ia acordá-lo já e dizer-lhe tudo. Virou-se pra ele e viu que estava se mexendo na cama. Ele veio se aproximando e procurando pelo corpo dela. Quando encontrou puxou-a para si e disse seu nome várias vezes no meio do sono.

Derretida, ela se deixou enlaçar e se lembrou do motivo de gostar tanto daquele feioso. Porque ele não se esquecia dela nem quando dormia. E porque dormir de conchinha com ele era a melhor parte do seu dia. Ai, ai, ai...

2 comentários:

Saulo Longati disse...

Como dizia Drummond: Os Feios que me desculpem mais beleza é fundamental!

Mais tem a nossa amiga Samantha:
Só para os Bunitos!

Mais nunca deixamos de fazer um feio Feliz... Nem que seja por um instante.

Bruno Block (Tabaquinhopt) disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk Muito bom!!!!